Softwares de Química

Esta página é uma compilação da página de softwares desenvolvidos em Visual Basic pelo Prof. Dr. Mauricio Gomes Constantino (USP-RP). São Programas feitos para ajudar o pesquisador da área de química orgânica. Clique aqui para abrir a página completa de programas no site do Laboratório de Síntese Orgânica, da FFCLRP-USP-RP.


Programas para rodar diretamente em WINDOWS (95, 98, NT, etc.)

Simplesmente copie o arquivo para seu computador, descompacte em um diretório provisório qualquer e clique em Setup.exe. Depois é só seguir as instruções.

Display mmx 2011– (com exemplos)

FOMSC3_rm2011 com exemplos

Read_NMR (2011) com exemplos

SimEsp_NMR –

Interpretação.pdf

MS Analyzer – Programa destinado a auxiliar químicos pesquisadores nas operações de análise de um espectro de massa (MS, em inglês).
Este programa permite o cálculo de massas moleculares, fornece informações sobre isótopos e fragmentos, calcula as fórmulas correspondentes a uma certa massa molecular, etc., além de dispor de alguns recursos gráficos para permitir o traçado de espectros a partir de uma tabela de dados, copiar o espectro para outros programas, etc. Após descompactar e instalar, copie a pasta “Examples” para o mesmo diretório em que foi instalado o programa (se você não mudou, será “C:\Arquivos de Programas\MS Analyzer\”). Se quiser, pode também
copiar o Manual [Manual (*.zip, documento do Word, 49 KB) ou Manual (*.pdf, 98 KB)] , que fornece instruções sobre a utilização do programa (em português). Versão Mod.

Nova Versão (2014): MS Analyzer 2014 Notebook.

ChemSeeker – Este programa, desenvolvido por Adilson Beatriz, destina-se a elaborar um arquivo de produtos químicos existentes em um laboratório e fornecer um acesso rápido e simples às informações contidas no arquivo. Rodando o programa você pode remover itens do arquivo (acompanha um arquivo com uns poucos itens como exemplo), acrescentar itens correspondentes aos produtos existentes em seu laboratório (acompanhados de várias informações como fórmula molecular, local de armazenamento, vendedor, etc.), modificar informações, etc., elaborando assim seu arquivo. Depois é possível localizar rapidamente um produto qualquer desejado através de seu nome, fórmula molecular ou, uma característica particularmente útil, através de um nome parcial. Digitando “bromo”, por exemplo, o programa retornará uma lista de todos os reagentes que tenham “bromo” em seu nome; experimente digitar “acido”, ou “acet”, ou “ol”, ou “eno” para ter uma idéia da utilidade que essa característica representa.

Read_IR2 – (Subst. por Read_IR3)Programa para ler arquivos de espectros de infra-vermelho Perkin-Elmer (apenas arquivos *.sp). O arquivo original tem os dados em forma binária, que não podem ser lidos pelos programas comuns de traçar gráficos. Com o READ_IR2 é possível copiar os dados lidos e colá-los em vários outros programas como Word, Excel, Origin, Bloco de Notas, etc. Pode-se também salvar os dados como *.txt. O programa oferece também alguns recursos gráficos para traçar o espectro (com escala linear em microns ou em cm-1), etiquetar picos, fazer ampliações, etc. O espectro pode ser impresso diretamente, ou copiado e colado no Word, para canfecção de relatórios ou teses. Modificado PC. Mod.

First Order Multiplet Simulator/Checker – FOMSC. FOMSC3.

First Order Multiplet Simulator – (Subst. por FOMSC2_XP)-Programa que pode ser utilizado para mostrar a aparência que deve ter um multipleto, num espectro de RMN de 1H, quando conhecemos todos os valores de constantes de acoplamento envolvidas; no caso de um multipleto envolvendo mais de 1 hidrogênio, é necessário conhecer também o deslocamento químico de cada um. (No caso de dificuldades na instalação, pode-se também experimentar FOMSC2_XP_Q ou FOMSC2_W98, que foram compilados de forma diferente, mas são o mesmo programa; uma outra alternativa consiste em utilizar o arquivo executável, FOMSC2(exe), que funciona em muitos computadores sem requerer instalação: basta descompactar o arquivo para uma pasta e rodar; note, porém, que há outros arquivos acompanhando: nada do interior desta pasta pode ser apagado, senão o programa pode não funcionar mais).

É comum que os aparelhos de RMN atuais forneçam espectros em que os sinais dos hidrogênios de uma molécula encontram-se todos separados e distantes um do outro, resultando em multipletos que, apesar de serem essencialmente de primeira ordem, não têm aparência facilmente reconhecível pelo químico. Ao abrir, este programa mostra um destes casos, um hidrogênio de um produto natural, o 15-Desoxigoiazensolido; a aparência lembra vagamente um sexteto, mas o sinal é extremamente complexo, envolvendo seis valores diferentes de constantes de acoplamento, que foram medidas por utilização de vários recursos diferentes; seria extremamente difícil para o químico obter uma confirmação de que este desdobramento, com estes valores de J, produziria um multipleto com aquela aparência; neste programa, basta fornecer ao computador o deslocamento químico do hidrogênio (o centro do multipleto) e os valores de J, e instantaneamente se obtém na tela uma figura praticamente idêntica à do espectro real, incluindo a posição dos máximos dos picos, que diferem do real por apenas 0,1 ou 0,2 Hz, fornecendo assim uma confirmação muito convincente dos valores obtidos.

Além disso o programa desenha (sozinho) o diagrama de chaves correspondente, e a figura toda que aparece na tela pode ser copiada e colada em programas de texto como o Word. Os recursos gráficos permitem uma flexibilidade razoável: é possível expandir ou contrair o gráfico, e retirar da imagem as informações não desejadas (diagrama de chaves, valores de J, histograma, etc.). As curvas traçadas podem ser Gaussianas ou Lorentzianas, ou até uma combinação das duas. Alterando o valor da “Width at half height”, pode-se fazer a figura assemelhar-se a espectros reais obtidos com maior ou menor resolução; o valor chamado “Resolution” no programa refere-se ao valor em que as linhas do histograma se confundem; pode-se usar “zero” para este valor sem que resulte diferença na envolvente Gaussiana (apenas o histograma e os picos individuais mudarão de aparência).

Uma outra possível utilização do programa é didática: é relativamente fácil verificar, por exemplo, quantas e quais possíveis aparências podem apresentar um tripleto e um quarteto parcialmente superpostos, ou dois tripletos, etc. Pode-se também utilizá-lo apenas para obter o desenho de um diagrama de chaves determinado, tarefa freqüentemente trabalhosa em programas normais de desenhos, principalmente quando há vários valores de J envolvidos.

FFT SpecMusEV

FFT SpecEV

FFT MusEV

Read PCM

Boltz. Nova versão, desenvolvida com Visual Basic 2005 (Express): Boltz_2005

FFTMus2. Nova versão, ligeiramente modificada, de FFT Mus.